SIE - Secretaria de Estado da Infraestrutura Governo do Estado de Santa Catarina
Você esta aqui: HOME Notícias Notícia

17/03/2017 - FCC reabre salão nobre do TAC com lançamentos de Ô Catarina! e Edital Cocali

“Ô Catarina!”, suplemento Cultural de Santa Catarina, está de volta. A Fundação Catarinense de Cultura (FCC) retoma a publicação do periódico após dois anos de inatividade, junto com a publicação do Edital Cocali 2017 – Comissão Catarinense do Livro – para a aquisição de obras literárias de autores catarinenses ou residentes no Estado. O lançamento dos dois programas será no dia 21 de março, às 19h, durante a solenidade de reabertura do Salão Nobre do Teatro Álvaro de Carvalho.

Criado em 1992, “Ô Catarina” cumpre a tarefa de publicar trabalhos em todos os segmentos da cultura, evidenciando a arte catarinense, as suas linguagens e as suas expressões. A partir de 2012, a publicação ganhou o amparo de uma lei específica (Lei Estadual 15.889/12) passando a se chamar Suplemento Cultural de Santa Catarina. “Ô Catarina” volta após um hiato de dois anos sem ser publicado e a sua retomada vem atender a uma demanda preeminente da população e da classe cultural. A edição está a cargo do poeta e crítico teatral Marco Vasques, com o assessoramento de um conselho editorial formado por notáveis dos campos da literatura, teatro, artes visuais, música, cinema e dança. “Ao retomarmos as publicações de “Ô Catarina” e do Edital Cocali, assim como o Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura, a ser lançado nos próximos dias, damos um importante passo na consolidação de uma política de estado para a cultura”, adianta o presidente da FCC, Rodolfo Pinto da Luz.

Para Rodolfo, ainda que tenha a prerrogativa de evidenciar a arte e a cultura catarinenses, a publicação trará em suas páginas “artistas de outras regiões do país e até do mundo, bem como uma temática abrangente de assuntos”. Como é o caso da tradução, feitas com exclusividade para “Ô Catarina”, dos poemas do espanhol Alfredo Pérez pelo dramaturgo, poeta e tradutor José Eduardo Degrazia, e um artigo do poeta gaúcho Ronald Augusto. A presente edição também traz poemas de Rogério Lenzi, de Navegantes, a dramaturgia do blumenauense Gregory Haertel, conto do jovem escritor Caléu Nilson Moraes, de Santa Cecília, e um trecho do novo romance do escritor Carlos Henrique Schroeder, de Jaraguá do Sul, além de uma entrevista com o dramaturgo Pépe Sedrez, diretor da companhia teatral blumenauense Carona. Outro aspecto de destaque é o visual, com a impactante capa assinada por Valdir Rocha (obra “O Duelo”), reprodução de obra da artista florianopolitana Juliana Hoffmann e ilustrações da jovem desenhista joinvilense Carol Silva.

Com periodicidade trimestral, o suplemento terá tiragem de 6 mil exemplares, com distribuição gratuita para todo o Estado e país, por meio de teatros, museus, secretarias e fundações culturais e também nos espaços administrados pela FCC. O Sesc continuará como parceiro na iniciativa, levando “Ô Catarina” para todas as suas unidades no Estado. A publicação também estará disponível para leitura e download no hotsite www.fcc.sc.gov.br/ocatarina.

Cocali

O Edital Cocali 2017 – Comissão Catarinense do Livro – também foi criado por lei (Lei Estadual 8.759) em 1992 e agora volta a ser aplicado após oito anos de espera. Por meio de um concurso público, a FCC irá adquirir 300 exemplares de 12 obras de autores catarinenses ou residentes no Estado há pelo menos 10 anos. Os títulos serão distribuídos entre escolas públicas de Santa Catarina. “Essa é uma ferramenta importante para fomentar a cadeia produtiva da literatura catarinense, a difusão dos autores do nosso Estado e a formação de leitores”, observa o presidente da FCC.

Poderão se inscrever no edital os autores que tenham livros publicados entre 2014 e 2017. O processo de inscrição começa no dia 22 de março e ficará aberto por 45 dias. Ao final do prazo, a comissão julgadora terá 60 dias para anunciar os selecionados. As informações e as orientações sobre o processo de inscrição estarão disponíveis no site da FCC ou pelo e-mail cocali2017@fcc.sc.gov.br.

Salão Nobre

A solenidade de lançamento do suplemento "Ô Catarina!" e do Edital Cocali 2017 marcará também a reabertura do Salão Nobre do Teatro Álvaro de Carvalho, interditado desde 2014 e que foi integralmente revitalizado com as reformas de manutenção e conservação do TAC a partir de janeiro desse ano. Durante o período, a edificação passou por intensas intervenções de pinturas interna e externa, manutenção de calhas e rufos, recuperação de janelas, passarelas e escadas sobre o palco, porta da saída de emergência, guarda-corpo da sacada e restauração de piso de parquet, lustres e portas do Salão Nobre.

O salão servirá para eventos de pequeno porte, como lançamento de livros, projetos culturais, saraus e solenidades. “O Álvaro de Carvalho é um patrimônio da cultura catarinense, sendo hoje o teatro mais antigo em atividade no Estado e entregá-lo em condições para receber de maneira plena o público e os espetáculos é motivo para uma grande comemoração”, celebra o presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Rodolfo Pinto da Luz.

O TAC foi inaugurado em 7 de setembro de 1875, ainda como Teatro Princesa Isabel, sendo que em 2 de julho de 1894 recebeu o atual nome em homenagem ao primeiro dramaturgo catarinense.

Fonte: FCC

Topo
Centro Administrativo do Governo | Rod. SC 401 - km. 5, nº 4.600
Florianópolis | CEP: 88032-000